FMUSP desenvolve nova técnica para cirurgia de paralisia cerebral

Uma nova técnica desenvolvida na Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) promete trazer mais segurança aos pacientes com paralisia facial.

Os pesquisadores do departamento de Otorrinolaringologia Ricardo Ferreira Bento, Rubens Vuono Brito Neto e Marcos Alexandre da Franca Pereira desenvolveram um procedimento cirúrgico que permite descomprimir o nervo facial utilizando apenas a via da fossa craniana média.

“A principal vantagem dessa nova técnica é o menor trauma cirúrgico, o menor risco de comprometer a audição do paciente e o menor tempo de recuperação pós-operatório”, conta o otorrinolaringologista Marcos Alexandre da Franca Pereira. Ele é autor da tese de doutorado Descompressão dos segmentos timpânicos e labiríntico do nervo facial via fossa craniana média, defendida no último mês de fevereiro na FMUSP, sob a orientação do professor Brito Neto e coorientação do professor Bento. Apesar das vantagens, a nova técnica ainda não pode ser utilizada em pacientes com paralisia facial – e nem há previsão de quando isso poderá ocorrer.

veja artigo completo…

Fonte: Jornal da USP

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s