Paulo Saldiva assume a diretoria do IEA/USP

Paulo Saldiva  e Guilherme Ary Plonski foram nomeados diretor e vice-diretor respectivamente, do Instituto de Estudos Avançados – IEA da Universidade de São Paulo.

De acordo com o Reitor da Universidade, Marco Antonio Zago, a nova administração do IEA deve perseguir a ousadia e a inovação.

Saldiva falou em cerimônia na noite do dia 29 de junho, no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo sobre a missão da USP em seu discurso de posse. Disse que o IEA “reúne a essência dos princípios que deram origem à Universidade em 1934” e que podem ser resumidos na preocupação de produzir melhores recursos humanos e melhor ciência para o desenvolvimento do Estado de São Paulo e do Brasil.

Saldiva disse que ao se falar dos desafios do IEA o que está em pauta são os desafios da própria Universidade. Para ele, além do diálogo com a sociedade, há o desafio natural de produzir conhecimento de melhor qualidade, combater os fundamentalismos de qualquer natureza e procurar dissecar os problemas complexos por meio do questionamento em todas as áreas do saber.

Quanto às diretrizes acadêmicas da nova gestão, Saldiva elencou os quatro principais projetos a serem implantados: um instituto de cidades globais, uma escola de formação de lideranças políticas, uma escola de formação de conteúdo pedagógico digital e um observatório sobre processos e perspectivas de transformação da Universidade.

Já Plonski disse que cabe ao IEA “interligar, inspirar, inovar e incubar soluções”. O vice citou a fundação do IAS para lembrar que “em momentos de crise como o atual é preciso investir ainda mais em conhecimento por meio de experimentos inovadores”.

O Instituto participa da rede University-Based Institutes for Advanced Study (Ubias), que congrega 36 IEAs de todos os continentes e é a instituição vice-coordenadora da rede.

saiba mais…

Fonte: IEA/USP

 

 

Anúncios

Um pensamento sobre “Paulo Saldiva assume a diretoria do IEA/USP

  1. Como o meu primeiro emprego como bibliotecária foi no Depto. de Anat. Patológica/FMUSP, acho natural que eu não a esqueça e sempre fique atenta ao que ocorre na mesma. O Prof. Saldiva foi professor titular da mesma, e lá introduziu um sistema de autopsia inovador. Acompanho a sua carreira pelos artigos da Revista da FAPESP, e pelo programa de jornalismo da TV Cultura. No programa da TV Cultura quando compete, ele sempre declara da necessidade de se implantar uma escola de Formação de Líderes Políticos, o que sem dúvida, se faz necessário urgentemente, e sob a égide da USP, será melhor. E como patologista, quer dissecar (não esqueceu a A.P.) os problemas complexos na área do saber. A programação é excelente, oportuna e necessária. Parabéns e sucesso prof. Paulo Saldiva.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s