Nova classificação para câncer de cérebro

Gliomas são os mais frequentes e agressivos cânceres do cérebro. No consultório, para determinar qual será o tratamento do paciente, os médicos dividem esses tumores em quatro graus, de acordo com a gravidade do câncer: grau I, II, III ou IV. Pesquisadores propõe agora uma nova classificação, mais precisa, com sete tipos de tumores diferentes. Cada tipo sugere uma forma de tratamento e um tempo de sobrevida específicos.

No trabalho, os cientistas encontraram grupos de pacientes que, pela classificação tradicional, deveriam ter prognóstico favorável. Na prática, eles tinham sobrevida muito menor que a esperada. Também foram encontrados 45 novos genes relacionados aos gliomas.

A nova classificação foi fruto da mais ampla análise genética e epigenética dos gliomas feita até janeiro de 2016, e contou com pesquisadores brasileiros e estrangeiros. A pesquisa foi coordenada por Houtan Noushmehr, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP), da Universidade de São Paulo (USP); por Antonio Iavarone, da Universidade de Columbia (EUA); e por Roel Verhaak, do Instituto MD Anderson (EUA). Foram analisados os genes ativos no tumor, a metilação do DNA, o número de cópias de genes nas células, as mutações genéticas, a expressão de RNA, a codeleção do cromossomo 1p19q, o comprimento dos telômeros e mutações no gene IDH1. O artigo que descreve a descoberta foi publicado na revista científica Cell em 28 de janeiro de 2016.

Reportagem completa:

Fonte: Ciência USP

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s