Janeiro Roxo

O Brasil ainda é considerado pela Organização Mundial da Saúde, a OMS,  um país endêmico para a hanseníase. São cerca de 30 mil novos casos por ano.

Para chamar a atenção da sociedade, a OMS instituiu o último domingo de janeiro como Dia Mundial de Luta Contra a Hanseníase e, ao longo do mês, diversas atividades são feitas para alertar a população. É o chamado Janeiro Roxo.

O professor Marco Andrey, da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto, é também presidente da Sociedade Brasileira de Hansenologia. Ele falou sobre a importância da campanha, que acontece no País inteiro.

O professor Marco Andrey é também coordenador do Centro de Referência em Hanseníase do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, que trabalha em parceria com o Ministério da Saúde na definição e aplicação de políticas públicas no combate à hanseníase em vários Estados do País.

Acesse a entrevista aqui!

Fonte: Jornal da USP

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s