Baixa atividade da glândula tireoide pode estar associada ao risco de problemas cardiovasculares

Pesquisa realizada em 3.321 mulheres revela que uma atividade da glândula tireoide pouco abaixo do normal (hipotireoidismo subclínico) ou mesmo em níveis hoje considerados normais podem estar associados ao risco de problemas cardiovasculares e diabetes tipo 2. Mulheres aparentemente saudáveis, mas com algum aumento do hormônio que estimula o funcionamento da tireoide, o TSH, apresentaram sub-partículas de colesterol e um marcador inflamatório associados a doenças cardiovasculares e ao diabetes. O estudo, que teve a participação do clínico geral e cardiologista Paulo Henrique Harada, pós doutorando do Hospital Universitário (HU) da USP, foi realizado na Harvard Medical School (Estados Unidos).

Os resultados são descritos em artigo publicado na revista científica Journal of the Endocrine Society. A tireoide é uma glândula do corpo humano, localizada no pescoço, que regula a produção e consumo de energia do organismo (metabolismo). “O funcionamento da tireoide é estimulado pelo hormônio TSH, produzido por outra glândula, a hipófise, que fica no cérebro”, afirma Harada. “A tireoide produz o hormônio T4 Livre, que modula o metabolismo e tem efeito em todos os sistemas do organismo”.

saiba mais…

Fonte: Jornal da USP

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s