Técnica cirúrgica inédita no Brasil recupera a audição de pacientes

Implante de prótese auditiva ancorada é feito no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto

Uma técnica cirúrgica inovadora, que já beneficia deficientes auditivos de 25 países, foi realizada pela primeira vez no Brasil, no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP) da USP. O procedimento, denominado Ponto Ancorado no Osso, consiste em um implante de titânio fixado na calota craniana, atrás da orelha. Com uma pequena e única incisão, permite uma recuperação mais rápida no pós-operatório. Quatro pacientes foram submetidos à cirurgia, realizada pelo médico otorrinolaringologista Miguel Hyppólito.

A técnica, minimamente invasiva, é inédita no Brasil e em toda a América Latina. Em até 15 minutos é possível colocar o implante auditivo. A cirurgia é feita em regime ambulatorial, em que o paciente é apenas sedado e tem a possibilidade de ir para casa no mesmo dia. Isso minimiza todos os riscos potenciais de um procedimento cirúrgico e permite ao paciente uma recuperação rápida, podendo usufruir dos benefícios da prótese implantada em duas semanas.
Professor Miguel Hyppólito, médico otorrinolaringologista.

Os sistemas auditivos de condução óssea podem ser implantados em pessoas com perda auditiva decorrente de problemas na orelha externa e média ou surdez unilateral. Até mesmo crianças podem ser beneficiadas. O dispositivo foi desenvolvido para transmitir o som por condução óssea, em substituição à condução aérea presente nas pessoas com audição normal. O processador de som capta as ondas sonoras de maneira semelhante aos aparelhos auditivos convencionais, mas ao invés de essas ondas sonoras serem enviadas através do canal auditivo, elas são transformadas em vibrações e transmitidas diretamente para o ouvido interno. “As indicações são especificas para pacientes que têm perda auditiva e não se beneficiam do uso de aparelho auditivo. Com esse procedimento, o paciente pode melhorar muito sua audição chegando, em alguns casos, próximo à normalidade”, explica o médico.

saiba mais…

Fonte: Jornal da USP

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s