CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM SEXUALIDADE, IDENTIDADE DE GÊNERO E ORIENTAÇÃO SEXUAL

A Escola de Excelência do Centro de Educação Permanente do HC-FMUSP está com inscrições abertas para o V Curso de Atualização em Sexualidade, identidade de gênero e orientação sexual.

O curso acontece aos sábados e domingos e tem duração de 60 horas.

Início em 18 de agosto de 2018.

Inscrições:
Escola de Excelência – Centro de Educação Permanente.
Tel. (11) 2661-7288
escoladeexecelencia.ipq@hc.fm.usp.br

Fonte: HC-FMUSP

 

 

 

Anúncios

Curso online e gratuito aborda saúde global no contexto latino-americano

A Aliança Latino-americana de Saúde Global (ALASAG) convida a participar do curso online “Fundamentos de la Salud Global en América Latina”.

O curso tem início dia 10 de setembro de 2018 e estará disponível para acesso por um total de cinco semanas (de 10 de setembro a 12 de outubro de 2018).

O objetivo é introduzir aos alunos a compreensão e manejo adequado da abordagem da saúde global no contexto latino-americano. O curso está disponível na plataforma de aprendizagem do Instituto Nacional de Salud Pública de México e tem duração de 30 horas (20 horas teóricas e 10 horas práticas) em conteúdos totalmente automatizados e se oferece através da plataforma Moodle.

Direcionado a pessoas com nível mínimo de escolaridade de bacharelado que tenham interesse em conhecer e compreender a abordagem de saúde global.

O conteúdo do curso inclui dez temas categorizados em 4 módulos que serão oferecidos nas seguintes datas:

  • Sessão de alfabetização digital usando a plataforma Moodle (10-14 de setembro)
  • Módulo 1: Contexto da saúde global (17-21 de setembro)
  • Módulo 2: Abordagens e estratégias em saúde global (24-28 de setembro)
  • Módulo 3: Diplomacia e governança global (1-5 de outubro)
  • Módulo 4: Integração de conhecimentos – Saúde global: da teoria à prática (8-12 de outubro)

As inscrições são limitadas!

Para inscrições acesse: https://bit.ly/2KzE1zW

Fonte: Faculdade de Saúde Pública – USP

MBA em Gestão da Inovação em Saúde

O Instituto Butantan recebe, até 10 de julho, inscrições para a nova turma do MBA Gestão da Inovação em Saúde. O curso é voltado para pesquisadores interessados em pesquisa aplicada, bem como para empreendedores e investidores que buscam nichos de mercado na área da Saúde.

A carga horária é de 646 horas (360 horas presenciais e 286 horas de trabalho a distância). Com duração de 18 meses, o curso é formado por três ciclos, que se complementam promovendo a formação do Gestor de Inovação: Inovação Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia; Pesquisa, Desenvolvimento e Produção em Saúde; e Parcerias, Negócios, Financiamento e Gestão de Projetos Inovadores.

O curso tem apoio do Centre of Excellence in New Target Discovery (CENTD), sediado no Instituto Butantan e financiado por FAPESP e GSK.

O objetivo do curso é capacitar profissionais para atuar nas áreas de inovação, gestão estratégica, novos negócios, produtos ou serviços e para transformar pesquisas científicas em produtos inovadores na área de saúde, estimulando tratamentos de doenças com novos fármacos, diagnósticos, tratamentos cirúrgicos, terapêuticos, além de novos equipamentos.

“O curso visa preencher uma importante lacuna do mercado entre a criação científica e a materialização de um produto de saúde originado por ela. Precisamos de mais profissionais preparados para conduzir as etapas de desenvolvimento de novos produtos, principalmente em um ambiente extremamente regulado como este”, explica Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, coordenadora-geral e de inovação do curso e coordenadora do CENTD.

Segundo ela, o programa busca alinhar estratégias de inovação com o processo de desenvolvimento, “desde as ferramentas de pesquisa até a produção e a comercialização de produtos, viabilizando o domínio de todo o arcabouço legal necessário para transferência do conhecimento científico e tecnológico desenvolvido por Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação para empresas que têm interesse em desenvolver e explorar comercialmente a tecnologia, seja por meio de novos produtos, processos ou aplicação em materiais e/ou serviços na área da saúde”.

Diferenciais do curso são a reunião de profissionais de diferentes segmentos e a aproximação de pessoas oriundas de universidades e de empresas, o que possibilita a convergência e o compartilhamento de informações e torna o aprendizado muito mais amplo, complexo e completo.

Com formato semipresencial (blended learning), o curso é interativo e está estruturado para o desenvolvimento teórico e prático de profissionais, para que possam gerenciar todas as etapas do processo de inovação em saúde.

Os encontros presenciais ocorrem mensalmente no Instituto Butantan e serão complementados por conteúdos disponibilizados na internet e atividades realizadas a distância.

Mais informações: http://mba.butantan.gov.br/index.php

Fonte: FAPESP

Fiocruz oferece curso gratuito e online

A Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), por meio do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria e da  Coordenação de Desenvolvimento Educacional e EAD (CDEAD), em parceria com o Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde (DAB/SAS/MS) está com processo de seleção para preenchimento de 2 mil vagas para o Curso de Apoio Matricial na Atenção Básica com ênfase nos Nasf-AB.
O curso será ministrado na modalidade a distância com encontros presenciais. As inscrições seguem abertas até 6 de julho de 2018.
O curso tem como objetivo contribuir para a difusão e aprimoramento das práticas de apoio matricial na Atenção Básica; mobilizar atores para o processo de qualificação da atenção básica; e fomentar intervenções contextualizadas nos territórios.
É destinado a profissionais com diploma de nível superior na área da saúde ou especialização nas áreas da saúde, atendendo, ainda, os seguintes requisitos mínimos, em ordem de prioridade: possuir atuação profissional direta nos Nasf- AB (público principal); possuir atuação profissional nas equipes ou na gestão da Atenção Básica.

Confira aqui o edital completo e acesse também a retificação do edital.

As inscrições devem ser feitas aqui.

Fonte: Fiocruz

Curso Especialização em Saúde do Trabalhador está com inscrições abertas

O curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, cujo objetivo é qualificar profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) a incorporar as relações entre produção, ambiente e saúde às práticas de saúde, de modo a solucionar problemas concretos, considerando o trabalho como determinante do processo saúde-doença e da degradação ambiental, está com vagas remanescentes. As inscrições seguem abertas até 13 de julho. Ao todo, 300 vagas estão disponíveis para profissionais vinculados à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e para profissionais responsáveis pela coordenação de Centros de Referência Regionais em Saúde do Trabalhador do Estado de São Paulo. O curso possui carga horária total de 558 horas, sendo 104 horas de aulas presenciais, 374 horas de aulas à distância e 80 horas para a elaboração do TCC. A coordenação do curso é das pesquisadoras do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), Rita Mattos e Karla Costa. Confira o edital.

O curso é oferecido pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) e pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, por meio da Divisão Técnica de Vigilância Sanitária do Trabalho – Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador do Centro de Vigilância Sanitária (DVST-Cerest/CVS/SES/SP), visando à formação de profissionais para apoiar a implementação das ações de Saúde do Trabalhador no Sistema Único de Saúde (SUS) com ênfase na Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador.

Os interessados em participar do curso devem ser servidores públicos de carreira municipal, estadual, federal (municipalizado ou estadualizado) com atuação na área de Saúde do Trabalhador ou atuar na gestão dos Centros de Referência Regionais em Saúde do Trabalhador (Cerest). Acesse o edital de seleção de alunos para vagas remanescentes.

Fonte: Fiocruz

UNA-SUS oferece vagas para curso de tuberculose

redes-sociais tuberA Universidade Federal do Maranhão, integrante da Rede UNA-SUS (UNA-SUS/UFMA), está com matrículas abertas para o novo curso online Vigilância, prevenção e eliminação da tuberculose como problema de Saúde Pública. Voltada a profissionais que atuam no SUS, prioritariamente àqueles vinculados à Vigilância em Saúde e acadêmicos da área da Saúde, a capacitação tem como objetivo compreender as ações de vigilância, prevenção, diagnóstico e manejo de casos clínicos da tuberculose, com vistas à eliminação da doença como um problema de saúde pública no país. A oferta é fruto da parceria com a Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde.

Com carga horária de 30 horas, o curso é autoinstrucional e tem início imediato. Interessados podem se matricular até o dia 15 de outubro, pelo site.

 

Fonte: UNU-SUS

Curso de neurodesenvolvimento será ofertado pela FIOCRUZ

hiaePesquisadores da Fiocruz Brasília estão criando curso para auxiliar os profissionais da saúde a lidar com as crianças com transtorno de neurodesenvolvimento.

Profissionais do Programa de Educação, Cultura e Saúde (Pecs) e do Núcleo de Educação à Distância (Nead), ambos da Fiocruz Brasília, do Hospital da Criança do Distrito Federal e da  London School of Hygiene and Tropical Medicine, do Reino Unido, discutiram as prioridades do curso, seus conteúdos e as formas de auxiliar o profissional de saúde  a diagnosticar o mais precocemente possível algum transtorno nas crianças.

O curso online será certificado pela Escola Fiocruz de Governo (EFG) e lançado em 2019.

O gestor público Alexandro Rodrigues é um dos responsáveis pela atividade na Fiocruz Brasília, e ressalta que o curso contribuirá para as famílias, auxiliando o profissional a criar empatia e viabilizando uma rede de atendimento na qual se busca promover a saúde de cada criança. “Vamos trabalhar competências interpessoais para melhorar a comunicação entre os profissionais e seu diálogo com essas famílias, promovendo a interdisciplinaridade com as várias profissões da saúde, e, principalmente, considerando também o saber da família”, afirmou.

Para a diretora da EFG, Luciana Sepúlveda, o curso auxiliará os profissionais de saúde a desenvolver competências do trabalho em rede e do trabalho intersetorial.

Esta iniciativa é uma oportunidade de construção e trabalho em rede internacional. O financiamento foi conquistado pelos pesquisadores da Fiocruz Brasília a partir de projeto submetido em edital do Fundo Newton. Além do curso, estão previstos também uma pesquisa a ser realizada pelo Programa de Evidências em Políticas e Tecnologias em Saúde (Pepts) que apresente uma revisão de literatura sobre o tema e também pesquisa de campo com profissionais e as mães e famílias destas crianças, para traçar os fluxos e o percurso destas pessoas dentro e fora do sistema de saúde.

Fonte: FIOCRUZ