Estudos de DNA podem revelar riscos para doenças

Riscos de doenças ocultas são reveladas em testes de variantes comuns de DNA; pesquisadores trabalham para trazê-los para a clínica.

Acesse o texto completo em: https://www.broadinstitute.org/news/depth-polygenic-risk-scoring

O artigo na íntegra publicado na Nature Genetics você pode acessar nos computadores da Universidade ou por VPN: https://www.nature.com/articles/s41588-018-0183-z

Fonte: Biblioteca Central da FMUSP

Esalq/USP participa de pesquisas médicas na área das ciências ômicas

dnaO Laboratório Multiusuários Centralizado em Genômica Funcional Aplicada à Agropecuária e Agroenergia, sediado na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, está envolvido em parcerias que têm contribuído efetivamente para a geração de pesquisas médicas na área das ciências ômicas, ou seja, relacionadas a estudos de DNA (genômica), RNA (transcriptômica), proteínas (proteômica) e metabólitos (metabolômica).

Uma instituição de pesquisa que tem utilizado as ferramentas ômicas é o A.C.Camargo Cancer Center, um centro integrado de diagnóstico, tratamento, ensino e pesquisa do câncer. O A.C.Camargo Cancer Center possui uma ampla experiência em genômica e transcriptômica, sendo a maior parte dos projetos desenvolvidos neste campo.

“De uma maneira geral, proteômica e metabolômica ainda é um campo pouco explorado em nossa instituição. No momento, estamos em fase de inserção dessas tecnologias a partir de uma colaboração com o Laboratório Multiusuários da Esalq, fazendo uso dos equipamentos de espectrometria de massas [que permite a identificação de proteínas em uma amostra] no Laboratório de Proteômica e Metabolômica, coordenado pelo professor Carlos Alberto Labate”, diz a biomédica Elisângela de Jesus Silva, atualmente realizando pós-doutorado no grupo de pesquisa da Patologia Investigativa do A.C.Camargo Center.

saiba mais…

Fonte: Jornal da USP

ICB/USP promove curso gratuito

Estão abertas as inscrições para a sétima edição do curso de inverno “Respostas a danos no DNA: Implicações em envelhecimento e câncer”, organizado pelo grupo de Reparo de DNA do Departamento de Microbiologia do ICB-USP.

O curso é voltado para alunos de graduação das áreas de ciências biológicas, exatas e da saúde e será composto por aulas teóricas, semi-práticas e aulas práticas de bioinformática que serão ministradas entre os dias 23 e 27 de julho.

Os principais objetivos do evento são: expor os danos ao DNA causados por fontes endógenas ou exógenas e correlacionar estas lesões com evolução, envelhecimento e câncer; Elucidar alguns sistemas responsáveis pelo reparo destas lesões ao DNA e relacionar com algumas síndromes causadas por deficiências nos sistemas de reparo de DNA e discutir as alterações moleculares que permitam a célula manter a homeostase celular.

Até o dia 02 de junho as inscrições podem ser feitas gratuitamente no link: http://www.icb.usp.br/~mut…/index_pt-br.php/Curso_de_inverno

Serão disponibilizadas 40 vagas e, caso o número de inscrições supere essa quantidade, os inscritos passarão por uma seleção prévia que será feita através de um sistema de questionário eletrônico com pontuação associada.

Mais informações:
http://www.icb.usp.br/~mut…/index_pt-br.php/Curso_de_inverno
e-mail: dnarepairlab@gmail.com

Fonte: ICB/USP

Mistérios do envelhecimento

publicO que é morrer? Quais fatores limitam o nosso tempo de vida? Por que nós envelhecemos? Como os processos de lesão e reparo de DNA afetam nossas células? É possível aumentar a expectativa de vida humana? Para que, afinal, estudar o envelhecimento?

No vídeo, o Ciência USP entrevista a médica Alicia Kowaltowski, professora do Instituto de Química da USP, e o biólogo Carlos Menck, do Instituto de Ciências Biomédicas, para falar sobre os mistérios do envelhecimento.

Veja no vídeo:

Reportagem: Bruna Larotonda, Ana Paula Chinelli, Alan Petrillo e Isabella Yoshimura. Edição: Isabella Yoshimura e Bruna Larotonda.

Fonte: Ciência USP

Acesso gratuito sobre Genética na Springer

Em comemoração ao dia do DNA, celebrado em 25 de arbil a Springer está com acesso gratuito até 31 de maio de 2016 para artigos publicados na Springer, BioMed Central e Nature Publishing Group.

A data comemora a descoberta da dupla hélice do DNA em 1953 e celebra a conclusão do Projeto Genoma Humano de 2003.

A coleção especial conta com mais de 100 artigos de Genética, todos com acesso online e gratuito.

A coleção especial abrange as seguintes áreas de Genética e Genômica:

Simpósio de Genética Forense no IOF/FMUSP

genéticaA Escola de Educação Permanente (EEP) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC/FMUSP) em parceria com o Instituto Oscar Freire – Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina Social e do Trabalho promovem, dia 03 de outubro de 2015 das 8h às 17h, o Simpósio Temas Atuais em Genética Forense.

Direcionado a alunos de graduação, profissionais das áreas de biologia, química, biomedicina, medicina, farmácia, direito, odontologia, veterinária e afins, peritos criminais.

O objetivo do curso é fornecer uma visão ampla e atual da importância da Genética Forense na resolução de casos criminais e cíveis dentro das Ciências Forenses, com ênfase na utilização de metodologias de ponta na análise e interpretação de perfis de DNA, mostrando a necessidade da interdisciplinaridade na resolução de casos forenses. Fomentar discussões sobre o tema, mostrando diferentes cenários onde a identificação humana é necessária na busca de soluções científicas cuidadosas e precisas para a solução de diferentes casos.

Mais informações:
Escola de Educação Permanente
Tel.: 11 2661-7025
Email: cursosmulti.eep@hc.fm.usp.br
http://hcfmusp.org.br/

Local:
Instituto Oscar Freire / Departamento de Medicina Legal – FMUSP
Av. Dr. Arnaldo 455, Cerqueira Cesar – São Paulo, SP

USP lança Campanha sobre DNA

dnaO Centro de Estudos do Genoma Humano da Universidade de São Paulo – USP lançou, no dia 23 de maio, a Campanha “Semear Ciência”.

A Campanha está com cartazes espalhados por toda a linha verde do metrô. São três pôsteres diferentes com perguntas relacionadas ao DNA (substância química que traz as informações para a fabricação de todas as proteínas do nosso corpo).

De acordo com geneticista Mayana Zatz, coordenadora do Centro de Estudos o objetivo é instigar as pessoas e convidá-las a pensar sobre ciência e sobre genética.

A distribuição dos cartazes no transporte público é ideia do educador Rodrigo Mendes, que trabalha no Centro de Estudos do Genoma Humano da USP.

O projeto também tem uma página na web com uma seção inteira aos professores que quiserem usar os cartazes para debater sobre genética.

A proposta didática é que a escola distribua os pôsteres pelos corredores e, depois de alguns dias, levante perguntas em sala de aula como: Será que o humor de uma pessoa pode ser determinado pelo DNA?

A campanha atual, sobre DNA, deve ficar pelo menos um mês no metrô de São Paulo e os cartazes também devem circular em uma rede de ônibus de Ribeirão Preto, cidade que fica a 336 km da capital paulista. As instituições e escolas que tiverem interesse pela campanha podem entrar em contato para receber os cartazes, diz a geneticista Eliana Maria Beluzzo Dessen, também do Centro de Estudos do Genoma Humano da USP.

Acesse o site da campanha e saiba tudo sobre o DNA! Abaixo algumas questões que estão no site!dnaperguntas