FMUSP inaugura Espaço Didático

No dia 10 de agosto, a Faculdade de Medicina da USP inaugurou o Espaço Didático, localizado no Prédio dos Ambulatórios do Hospital das Clínicas, para a realização de atividades acadêmicas da graduação, pós-graduação e residência médica.
O ambiente é composto por uma sala administrativa e nove salas de aula com capacidade para 22 pessoas cada. Do total, oito salas são modulares, com paredes reversíveis, podendo se tornar quatro salas com 44 lugares cada.
Participaram da inauguração os Professores Jose Otavio Costa Auler Jr, Diretor da FMUSP; Edmund Chada Baracat, Presidente da Comissão de Graduação da FMUSP; Carlos Roberto Ribeiro de Carvalho, Vice-Diretor Clínico do HCFMUSP; e Alberto José da Silva Duarte, Presidente do Conselho Diretor do Instituto Central do HCFMUSP.
A FMUSP reformou ainda alguns espaços no prédio principal da Faculdade para atividades acadêmicas. As salas 1310 e 1357, com capacidade para 15 e 45 pessoas, respectivamente poderão ser usadas para grupos de trabalho e aulas. Já a sala 1351, com capacidade para oito pessoas, poderá ser utilizada para reunião e grupo de trabalho.
Existe ainda um projeto para a criação da Sala dos Professores, no segundo andar, e duas salas com capacidade para 15 pessoas cada, no primeiro andar.
Fonte: FMUSP

Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo Grave é tema de palestra na FMUSP

O Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da USP promove mensalmente a Reunião de Atualização em Temas Relevantes da Prática Clínica. No dia 2 de agosto, o tema é Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo Grave – das estratégias ventilatórias ao suporte extracorpóreo.

Os palestrantes são Bruno Adler Maccagnan Pinheiro Besen (médico assistente da UTI Clinica da Emergências Clinicas do Hospital das Clínicas da FMUSP) e Bruno Tomazzelli (médico residente do Programa de Medicina Intensiva da FMUSP).

O público-alvo são médicos residentes, alunos, médicos, professores e profissionais da área da Saúde.

O evento é gratuito e não há necessidade de inscrição.

A aula acontece das 7h30 às 8h30, no Teatro da FMUSP.

Fonte: USP

Incor busca voluntários para novo método de tratamento contra o tabagismo

Pulsos magnéticos auxiliam no tratamento do vício em cigarro

Uma nova forma de tratamento contra o tabagismo está em fase de testes no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP (Incor). O método, pioneiro no Brasil, não é invasivo e já é aplicado em casos de depressão, esquizofrenia e obesidade.

Como descreve a Dra. Jacqueline Scholz Issa, médica cardiologista do Incor, por meio de um campo magnético, estimula-se partes específicas do cérebro a liberar os mesmos neurotransmissores relacionados ao prazer e ao bem estar que a nicotina proporciona.

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A médica explica que a nicotina entra na vida de muitos indivíduos como antidepressivo ou ansiolítico e que a privação dela, portanto, é insuportável. Há necessidade de uma intervenção que leve em consideração todas essas circunstâncias, caso contrário, a pessoa pode até parar de fumar, mas logo retorna, comenta a especialista.

Dra. Issa adiciona que o Incor também está trabalhando com um tratamento que se baseia no perfil genético do paciente para otimizar sua medicação.

Ambos os protocolos contra o tabagismo estão abertos a voluntários e a Dra. convida os interessados a entrarem em contato. Os números são (11) 2661-5592 ou (11) 3067-0400.

Fonte: USP

 

Programa Humanamente tem como tema a “inteligência”

Raciocínio, aprendizado, memória, capacidade de se adaptar e de resolver problemas são partes distintas da inteligência, mas que trabalham em sintonia para obtenção dos resultados.

A “inteligência” será um dos temas do próximo HumanaMente, encontro aberto e gratuito, parceria do Instituto de Psiquiatria da USP com a Rádio Band News FM, dia 01/08/2017, das 8h às 12h, no anfiteatro do IPq.

Será fornecido comprovante de participação.

Local: Rua Dr. Ovídio Pires de Campos, 785 – Cerqueira César – SP.

Fonte: IPq/HC/FMUSP

Faculdade de Saúde Pública da USP abre inscrições para Pós-graduação

A Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP está com inscrições abertas para o processo seletivo para seus Programas de Pós-Graduação Mestrado/Doutorado para o 1º semestre 2018.

Um dos programas: o Programa de Pós-Graduação Nutrição em Saúde Pública, traz quatro linhas de pesquisa: Técnicas e métodos diagnósticos na avaliação nutricional e alimentar de indivíduos e populações; Frequência, distribuição, determinantes e consequências de distúrbios nutricionais na população brasileira; Formulação e avaliação de intervenções nutricionais; e Caracterização, avaliação e formulação de alimentos para nutrição e promoção da saúde humana. Veja aqui o edital completo.

Ainda há dois outros programas: Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública no primeiro semestre de 2018; veja aqui o edital; e o Programa Pós-Graduação em Ambiente, Saúde e Sustentabilidade; acesse aqui o edital. As inscrições custam R$ 200,00 e devem ser feitas até o dia 18 de agosto no site.

Fonte: USP

FMUSP firma parceria internacional

A Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo firmou parceira, em julho/2017 com a AAHCI (Association of Academic Health Centers International).

A FMUSP servirá como Regional Office, representando a América Latina e o Caribe.

A AAHCI é uma organização sem fins lucrativos que se dedica ao avanço da saúde e bem-estar mundiais por meio de uma sólida liderança de centros acadêmicos de saúde.

Veja o release completo sobre a parceria: http://bit.ly/2tHvqkK

Fonte: FMUSP

Professores da FMUSP recebem medalha

O Artigo dos professores Francisco Carnevale, Alexandre Iscaife, Eduardo Yoshinaga, Airton Moreira, Alberto Antunes e Miguel Srougi, da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), acaba de receber a Medalha dos Editores 2017 da Revista da Sociedade Europeia de Radiologia Intervencionista Cardiovascular (CVIR).

O trabalho traz os resultados preliminares de uma comparação entre dois tratamentos para a hiperplasia benigna (aumento de volume) da próstata: a embolização da artéria prostática (PAE) e a ressecção transuretral da próstata (TURP).

O estudo aponta que as duas técnicas são seguras, eficazes e produzem melhora de sintomas semelhante, porém a TURP está relacionada a melhores resultados urodinâmicos e a maiores efeitos adversos. A medalha premia o melhor artigo científico do ano de 2016.

O artigo Transurethral resection of the prostate (TURP) versus original and PErFecTED prostate artery embolization (PAE) due to benign prostatic hyperplasia (BPH): preliminary results of a single center, prospective, urodynamic-controlled analysis é resultado de uma pesquisa desenvolvida entre a disciplina de Urologia e o Departamento de Radiologia da FMUSP.

Todos os anos, desde 2003, o Conselho Editorial da CVIR escolhe publicações do volume anterior para outorgar a Medalha dos Editores. Os vencedores são selecionados por meio de uma pesquisa entre todos os membros do conselho e inclui apenas submissões originais e experimentais. O texto pode ser acessado na íntegra neste link (em inglês).

saiba mais…

Fonte: Jornal da USP