Aula aberta no IPq/HC-FMUSP: Políticas sobre drogas no Brasil

O Departamento de Psiquiatria e o Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional – FMUSP promovem, dia 25 de junho, às 18h30 a aula aberta: Políticas sobre drogas no Brasil: panorama atual e desafios.

Inscrições gratuitas por e-mail: escritoriodeprojetos.ipq@hc.fm.usp.br

Fonte: IPq/HC-FMUSP

Anúncios

Simpósio de Atualização em Saúde Mental e Psiquiatria da Infância e Adolescência

planejamentoO Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP) da USP promove, no dia 28 de fevereiro, das 8 às 20 horas, o sexto Simpósio de Atualização em Saúde Mental e Psiquiatria da Infância e Adolescência. O evento conta com conferências, minicursos, painéis de apresentações clínicas e mesas-redondas com palestrantes nacionais e internacionais (haverá tradução simultânea).

Serão abordados temas como: Identificação precoce do Transtorno de Espectro de Autismo (TEA); Clínica Psiquiátrica e Saúde Mental na Infância e Adolescência: Experiências; Experiência Internacional na Prevenção de Transtorno do Neurodesenvolvimento: Exemplo para Transtornos do Espectro Alcoólico Fetal.

As inscrições variam de R$ 30,00 a R$ 90,00 e podem ser feitas aqui. Pais ou responsáveis por crianças e adolescentes com transtornos do espectro alcoólico fetal ou outros problemas psiquiátricos em tratamento, também podem participar no período da tarde e as inscrições para esse grupo custam R$ 30,00 e devem ser feitas pelo telefone (16) 3602-2727 ou pelo e-mail: paipadt@fmrp.usp.br. O simpósio será realizado no Auditório Topázio do Centro de Convenções Ribeirão Preto. Mais informações neste link.

Fonte: USP

Campanha Janeiro Branco coloca a Saúde Mental em evidência

Estudos apresentados pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e Ministério da Saúde do Brasil indicam que o país tem um crescimento vertiginoso de problemas relativos à Saúde Mental é à Saúde Emocional. Segundo dados de 2017 da OMS, a sociedade brasileira é a recordista latino-americana em casos de depressão, a campeã mundial em relação à ansiedade e o 4º colocado em relação ao crescimento das taxas de suicídio entre os jovens da América Central e da América do Sul.

A campanha Janeiro Branco é planejada e projetada para a promoção de ações, orientações e reflexões a respeito das condições e características emocionais dos seres humanos, buscando dar mais visibilidade ao tema que é de grande relevância. O projeto preza pela Saúde Mental, buscando estratégias políticas, sociais e culturais para que o adoecimento emocional seja prevenido, conhecido e combatido em todos os espaços em que o ser humano se faz presente.

Isso acontece por meio de ações e intervenções urbanas que tenham como tema central a Saúde Mental, resultando na criação de uma cultura de Saúde Mental entre os seres humanos e a valorização da Saúde Mental no SUS e nas redes públicas e privadas de saúde no Brasil e no mundo.

Campanha 2018

Este ano, a Campanha Janeiro Branco chega a sua 5ª edição.

Sites voltados às temáticas da psicologia, psiquiatria e demais áreas ligadas à saúde e à assistência social de todo o país estão aderindo à proposta e organizando ações em suas cidades, como compartilhamento de posts nas redes sociais, palestras sobre Saúde Emocional em salas de espera de hospitais, em escolas, empresas, parques, auditórios e todos os espaços públicos e privados em que as pessoas possam ser inspiradas e incentivadas a pensarem sobre Saúde Mental em uma perspectiva preventiva, tanto individuais quanto coletivas.

Também há distribuição de balões e fitas brancas em praças das cidades, tira-dúvidas virtual e presencial sobre Saúde Mental e a importância da Psicoeducação, entrega de panfletos explicativos  em escolas e empresas. Há, ainda, a proposição de Projetos de Lei às autoridades locais, regionais e nacionais para que o mês de janeiro seja legalmente reconhecido como o Mês do Janeiro Branco e da Conscientização sobre Saúde Mental nos calendários oficiais dos municípios e estados brasileiros.

Mais informações:
www.facebook.com.br/campanhajaneirobranco

Fonte: CREMESP

Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador debaterá o assédio moral no trabalho

O Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP/Fiocruz) promoverá, no dia 25 de julho, a aula aberta do Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador. Com o tema Os ataques à saúde mental de quem trabalha: o assédio moral, a atividade contará com a participação da professora adjunta do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Terezinha Martins. A palestra será no salão internacional da ENSP, a partir das 13 horas. Não é necessária inscrição prévia, e o evento é aberto a todos os interessados.

Terezinha Martins esteve na ENSP em 2016, durante as comemorações dos 62 anos da Escola. Na ocasião, a professora falou sobre O assédio moral e sexual e a gestão de instituições públicas. Segundo ela, o assédio moral é maior do ponto de vista numérico e pior do ponto de vista qualitativo no serviço público. “Quando somos assediados, não somente adoecemos: nos matamos ou nos deprimimos. Mas também diminuímos a qualidade do nosso serviço e produção. Portanto, a consequência do assédio a um servidor é dupla, isso visto da ótica do trabalhador e da ótica do serviço prestado à população, que é quem paga nossos salários”, afirmou ela.

Leia aqui a matéria na íntegra.

Fonte: ENSP/Fiocruz

Impacto de drogas psicoestimulantes e antidepressivas é tema de palestra na FMRP

celulasNo dia 25 de julho, às 14 horas, a diretora do programa de pesquisa Intramural do Instituto Nacional de Saúde Mental, do National Institute of Health (NIH), dos Estados Unidos e  ex-presidente da Society for Neuroscience, Susan G. Amara, fala sobre Neurotransmitter transporters and the cellular mechanisms of amphetamines: a presynaptic perspective.

A diretora estuda em seu laboratório o impacto de drogas psicoestimulantes e antidepressivas nas propriedades de sinalização, fisiologia e regulação aguda dos transportadores de aminas biogênicas. Seu grupo também aborda a estrutura, função e fisiologia dos transportadores de glutamato. Este trabalho demonstrou que os transportadores podem servir de funções duplas como transportadores e como canais iônicos de substratos, revelando mecanismos adicionais pelos quais os transportadores regulam a excitabilidade neuronal.

A promoção é do Programa de Pós-Graduação em Psicobiologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, com coordenação dos professores  Wagner Ferreira dos Santos e José Luiz Liberato.

O evento é gratuito, aberto ao público e não é necessário fazer inscrição. A palestra acontece no Anfiteatro da Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP).

Local:
FDRP – Faculdade de Direito de Ribeirão Preto
Avenida Bandeirantes, 3900 CEP: 14049-907 – Ribeirão Preto – SP

Fonte: USP

 

Programa HumanaMente

O próximo programa HumanaMente, parceria do Instituto de Psiquiatria da USP com a Rádio Band News FM acontece no dia 11/04/2017, das 8h às 12h.

A entrada é gratuita e não é necessária inscrição, basta comparecer 10 minutos antes do início do tema de preferência.

Programação – 11/04/2017 

8h00 –  Política sobre drogas (legalização da maconha) – Prof. Dr. Valentim Gentil               Filho, Titular de Psiquiatria da FMUSP

8h20 –  Políticas de saúde mental – Prof. Dr. Valentim Gentil Filho – Titular de            Psiquiatria da FMUSP

8h45 –  Transtorno cognitivo leve a partir dos 60 anos – Dra. Tânia Alves – Professora Colaboradora em Psicologia Médica do Departamento de Psiquiatria da FMUSP, Médica Supervisora do IPq.

9h30 –   Acompanhamento terapêutico fora do consultório – Dr. Filipe Colombini – Psicólogo, especialista em clínica analítico-comportamental, professor visitante do Programa de Ansiedade do IPq.

10h15 – Terapia da compaixão – Dra. Lina Sue Matsumoto –  Psicóloga mestranda                no Programa de Psiquiatria do IPq, docente no Curso de Especialização em TCC no IPq.

Fonte: IPQ/HC/FMUSP

Especialização em Saúde Mental e Atenção Psicossocial

A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca está com inscrições abertas, até 17 de abril, para o curso de especialização em Saúde Mental e Atenção Psicossocial.

O curso é coordenado pelo pesquisador Paulo Amarante e é destinado a profissionais graduados que atuem direta, indiretamente ou que tenham interesse no campo da saúde, saúde mental e atenção psicossocial.

As inscrições devem ser feitas na Plataforma Siga Lato Sensu Fiocruz.

O objetivo é fornecer informações para que o aluno efetue análise histórica e crítica da constituição dos saberes e práticas psiquiátricas, além de elementos para analisar e contextualizar a saúde mental e a saúde coletiva no Brasil e embasamento para identificar necessidades territoriais, planejar, organizar e executar ações e projetos de saúde mental no âmbito da saúde coletiva, a partir dos paradigmas propostos pela Reforma Psiquiátrica.
São oferecidas 25 (vinte e cinco) vagas: quinze (15) vagas são destinadas a profissionais que atuam no campo da saúde mental e atenção psicossocial direta ou indiretamente; cinco (5) vagas a profissionais com interesse pelo campo da saúde, saúde mental e atenção psicossocial, mas que não possuam vínculo com a rede de saúde, saúde mental e atenção psicossocial; e cinco (5) vagas destinadas a profissionais de outros Estados e Países.
Fonte: ENSP/Fiocruz